sexta-feira, 26 de setembro de 2014



Negar o inegável
E disfarçar o óbvio
Já não adianta mais
Calar do coração
A canção

Perder-me em teu olhar
E em teu corpo me encontrar
Não, tarde demais
Para tentar matar o sentimento
Imortal
Mesmo que ele me seja fatal

Risco não calculado
Amar-te demais
E não poder em meus braços
Reter-te
E nos teus

Deter-me

Um comentário:

  1. Você é exímia com as palavras, assim como uma esgrimista com uma espada.

    ResponderExcluir